domingo, 30 de janeiro de 2011

mensagem

posso dizer isto aqui? será este o sítio para se dizer isto, de coração aberto, de um local solitário, mesmo tendo o amor por perto e a dormir um sono descansado, será que poderei dizer e ser realmente ouvido, escutado por aqueles que me dizem ser meus amigos, tendo eu culpa no silêncio que constrói esse grande, imenso território, que nos vai separando, dizer:
como sinto falta de um amigo, para conversar, sentar num café e beber qualquer coisa enquanto fumamos e discutimos o quer que seja ou somente comentamos o que se passa à volta, uma memória, um sonho de ontem ou daqui a anos, ou somente sentar em silêncio, nesse silêncio que não precisa aqui de mais palavras.
eu, será que posso dizer isto, eu, que nunca tive nada para dizer ou sempre disse tudo ao contrário, que sempre ficou com tudo por dizer, dizendo só metade do que havia a dizer, do que haveria a dizer, que amou bem ou mal ou bem e mal amou, que ama agora sem saber se bem ou mal como se houvesse o bem amar ou o mal amar mas ama o que se pode dizer do amar (eu amo, digo, por um sentimento antigo e novo, significando agora, eu amo com tudo o que isso implica para mim) como sinto falta de um amigo.
desculpem.
um amigo.
como sinto falta de um... amigo(s)

2 comentários:

Anónimo disse...

um beijinho da
joana

benjamim machado disse...

outro para ti joana!