terça-feira, 12 de novembro de 2013

homem e língua

um homem solitário é um solilóquio
enredado no seu mundo de silêncio
dois homens lado a lado
um combate de corações destroçados
três homens abre-se o espaço da experiência
teatral sendo o terceiro a muda testemunha
daí para a frente chegando o quarto quinto etc.
cada um com a sua história
é um ajuntamento de mistérios em queda na mentira

2 comentários:

Leonardo B. disse...

[bendita a mentira

para muitos, o mais súbtil invento
o mais acolhedor,
muito maior que a luz.]

imenso,

um abraço,

Lb

benjamim machado disse...

obrigado. um abraço também para si