sábado, 17 de novembro de 2012

Der Abschied

a partir de "3Abschied" de Anne Teresa de Keersmaeker e Jérôme Bel e "Der Abschied", parte final da "Lied von der Erde" de Gustav Mahler

para a ana paula riscado e o tiago ferreira


és uma criança entre instrumentos
pouco sabes dos ritmos graves timbres
que te (ex)pulsam da segurança dessa cadeira
ergues-te tacteias o passo redondo de um arco
e corda tensa amparas-te nos gestos
e assim passas despercebida ao olho menos incauto

corres saltas cais fazes-te maior na infantilidade
um outro instrumento nas mãos do tempo
estendes a tua leva-la à terra o chão desta sala
fazendo a vez de mundo ou natureza
"com suas sombras que arrefecem"
e dir-se-ia tudo "coberto de erva macia e intumescida"

lentamente o que te rodeia parte
tudo te abandona ou morre
e resta-te a ternura da eternidade
o novo trilho traça-se nesse lugar despido
com seu lago e flora no verso desta fronteira vidraçada

olhas em torno és agora mulher frágil corpo
a canção da terra sobe-te aos lábios e a voz
num sussurro o sopro da despedida

o amigo com quem o mundo se revelava
"ébrio de amor e vida eternos"
é a ausência que te acompanhará
"eternamente... eternamente"


2 comentários:

Anónimo disse...

Obrigada por eternizares esta despedida, querido meu Fernando!

Beijo

Ana

benjamim machado disse...

ora, temos é de agradecer à ana teresa do cartaxo.

beijos