sábado, 12 de março de 2011

com o eremita


é sobre o veludo
dos teus lábios
que a minha língua cai:
grave ícaro ao sol
rubro, empédocles à boca
de um vulcão feito carne.
e retomar a lição soletrando
o misterioso movimento
de cada letra, rosto a rosto
com o eremita.

2 comentários: