quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

Eva Christina Zeller - Stiftgarten/Tübingen




as canoas em terra
abelardo heloísa
descendo o rio atrás das cores
lembrança de água
descer de barco balouçar
em terra firme
sobre o casco quente

Lhasa seacliff bainbridge island
o meu tapete voador abelardo heloísa
sentir o vento arrancar a cortina a outra margem
a caligrafia das lentilhas-de-água
asfódelos jacintos jacintos miúdos do campo
remar com os braços
esperar o alcatrão de calafetar no nariz

a água do nécar sem piedade
dos olhos das janelas vejo-me muda lá de cima
quisera ser eu mas como eu sou eu quero apenas partir
descendo o rio cada árvore uma outra árvore cada eu um outro
aos meus olhos o azul vítreo o meu braço tão longo
a camisa lavada da minha mãe que passa a ferro lá em cima
a minha camisa de moedas de ouro que me aquece

meteram-lhe no pulmão um tubo pela abertura da laringe
nem pio ela não dá por nada dizem eles aumentaram a dose
ela olha-me os sulcos no rosto a sua voz
és levado à boca hipócrates
falam dos que os acompanham mexem-lhe nos botões
apitam todos vêm a correr
porque a morte venceu

a caligrafia das lentilhas-de-água uma revista a favor de esclarecimento
e liberdade escondida e tirais ervas daninhas
um barco deve estar com o casco na água
e não como um escaravelho estou deitada aqui ao contrário
as casas um eco de vozes de crianças
fechadas saem apenas com a água

boleslaw szenicer escreve nomes
de pedras tumulares presas da força da gravidade
abandonadas entre árvores à floresta
esquecimento para o seu palmo nomes
bastantes na terceira cadeira dorme o gato
no cemitério de varsóvia onde ele vigia o tempo
no seu labor

in Sigo a água, Lisboa, Relógio d'Água, col. Poesias, trad. Maria Teresa Dias Furtado, 1996: 87-89.

2 comentários:

David disse...

É uma pena que só haja um livro dessa senhora traduzido para a Língua Portuguesa.

benjamim machado disse...

é verdade, eu mesmo gostaria de saber alemão para poder ler mais dela e de, por exemplo, thomas bernhard. é esperar que nos ofereçam mais.

um abraço e obrigado.