domingo, 4 de novembro de 2012

João Paulo Cotrim - 5 aforysmos

A minha gata preta tem, por vezes,
um enigma de pêlos brancos.

*

A minha gata hoje está Satie: ninguém
se aproxime a não ser pela melancolia.

*

A minha gata inventou a elegância
sem nunca ter visto Pina Bausch.
Espreguiça-se com brutal naturalidade.

*

A minha gata lambe-nos as madrugadas
ásperas do rosto.

*

Da minha gata eu sou ob-servo.


in João Paulo Cotrim, A minha gata, Ilha do Pico, Companhia das Ilhas, col, azul cobalto, 2012: 11, 35, 37, 40 e 43.

2 comentários:

je suis...noir disse...

Gosto muito:)

benjamim machado disse...

sim, também eu gostei. é um livro muito bonito